segunda-feira, 25 de julho de 2011

Cadê os Juremeiros de Alagoas?

Passei a Ultima semana em Maceió, Alagoas, a trabalho e aproveitei para visitar os terreiros de Umbanda e Jurema daquela cidade. Pesquisei, perguntei, indaguei e não descobri nada. Quase que não acreditei nos resultados das pesquisas pela internet, ainda meio cismado saí perguntando às pessoas que conheci e ninguem sabia nem de longe. Cadê os Juremeiros daquele estado? Será que realmente o culto está morrendo por lá ou em virtude dos ultimos problemas com a PM de Alagoas o pessoal está se escondendo? Bom, eu não encontrei a resposta mas aguardo se alguém puder me ajudar.
Senão eu vou achar que no ponto de Zé Pelintra ele veio e trouxe todos os Juremeiros.
"Eu vim de Alagoas,
Eu vim de Alagoinha,
Eu vim de Alagoas,
Eu vim de Alagoinha,
Ô sustenta a pisada meu bom mestre,
Que a pisada é minha."

3 comentários:

  1. Nós do Quilombo Cultural Malunguinho estamos sempre na luta em defesa da Jurema Santa e Sagrada por uma valorização de uma forma colétiva,Sempre em todos espaços estamos trazendo á tona esse questionamento,No mês de setembro fazemos o Maior encontro de Juremeiros e Juremeiras do Brasíl trazendo á tona essa religião que é importantissima, Estamos fazendo nossa parte e pedimos que outros colaborem nesta ação afirmativa !

    ResponderExcluir
  2. Ok Sandro. Estaremos lá apoiando a sua iniciativa.

    ResponderExcluir
  3. Tá me procurando. Sou Kiemha filho de Jussara pretenso ao reino do tigre, daqui das Alagoas, batizado há dois anos.
    O que procura? Juremeiros ou umbandistas.
    Este nome recebi quando fui batizado, embora não é um nome comum, mas é assim que sou conhecido pelos meus irmão do kilombo.
    As vezes procuramos coisas que não estão ao publico e algumas delas distorce o sentido das coisas.
    Embora algumas religiões é incorporada a jurema pois quando os negros aqui chegaram receberam dos índios alguns ensinos de jurema, por isso você encontra incorporada em outras religiões.
    Como sabe os índios praticamente foram banidos e suas culturas também.
    Mas existe sim juremeiros ainda aqui em alagoas.
    ao Juremeiros e Catimbozeiros, feliz 2013 que a paz reine em suas vidas.
    Aueto.

    ResponderExcluir